Lugares

Cachoeiras, arborismo e tirolesa em Bonito (PE)

Mês passado passamos o feriado da Páscoa em Bonito. Não conhecia a cidade, mas já tinha ouvido falar que o lugar era muito bonito *ba dum tss!*. Como saímos do Recife de última hora, não encontramos vagas nas pousadas/chalés ao redor da cidade e acabamos ficando em um hotel no centro, o Bonito Plaza Hotel. Gostei dele, tem uma estrutura muito boa (com campinho de futebol, piscina, bar, pesque e pague, passeio a cavalo e salão de jogos), mas me frustei muito por não ter muitas tomadas no apartamento (sério, eu tive que tirar a TV e o frigobar da tomada para poder carregar a bateria do celular e a da câmera).

Um dos lugares que fomos foi o Bonito Eco Parque, uma pousada (que já estava lotada) onde você não precisa ser hóspede, basta pagar uma taxa para ter acesso às piscinas, restaurante, cachoeiras e fazer também arborismo e tirolesa. Foi o que fui fazer lá, algo que eu achei que nunca faria na vida e superei um pouco o meu medo de fazer coisas diferentes (e que me lembrou um pouco sobre o que eu falei naquele post sobre fobias).


No início eu ainda estava pensando: “poxa, que coisa legal e divertida, nem é tão alto assim!


Nessa parte da esquerda já estava pensando: “$%#*@, EU VOU MORREEER!”


Já nessa parte do finzinho eu comecei a ouvir essa música aqui do Renato Russo. Não estava ficando louca, ela estava tocando na área da piscina e dava para ouvir… Inspirador!

Passei quase duas horas penduradas por esses cabos e imaginando que eu estava No Limite:

Foi muito legal, apesar de eu ter suado muuuito, e de em muitos momentos eu ter pensado em desistir porque meus braços estavam doendo demais, ou que eu ia desabar em cima dos carros ou que os cabos iriam torar e que eu iria me estatelar no chão a qualquer momento… Mas no fim das contas foi incrível, até a parte da tirolesa no final, algo que eu não estava esperando e que minha irmã adorou tirar fotos em sequência e ficar rindo da minha cara de terror (fotos essas que obviamente nunca serão mostradas e estão guardadas a sete chaves).

O problema mesmo veio nos dias seguintes, quando o meu sedentarismo me puniu seriamente com dores em lugares que eu nunca achei que fosse possível doer! Até faltei aula porque não conseguia subir escadas…

Fomos também numa das vááárias cachoeiras que você pode visitar, a Cachoeira Véu da Noiva. Minha irmã e eu inventamos de descer a cachoeira por um caminho de pedras, porque rapel era radical demais para nós!


Várias cachoeiras, uma atrás da outra, então não faça como a gente e chegue cedo!

A descida foi intensa, mas nada nos preparou para o caminho de volta (mentira, uma mulher que estava subindo rogou uma praga nos avisou que o caminho de volta era mais tenso!). Ainda caí de bunda em cima de uma das pedras da cachoeira (o que fez com que minha mãe tivesse um mini ataque cardíaco), mas foi muito divertido!

Saímos à noite e fomos parar no Bar, Restaurante e Pizzaria Bonito Grill, um lugar legal com show ao vivo e tudo o mais (e uma pizza de chocolate deliciosa!). Enfim, se você tiver interesse em ir com um grupo de amigos durante um fim de semana, super recomendo! Se for durante algum feriado, recomendo fazer reservas antes e traçar um roteiro das cachoeiras e locais que você queira conhecer (o site da cidade é bem detalhado). Também leve dinheiro em espécie, bastante protetor solar e se for se aventurar, lembre-se de que antes é bom se alongar!

E vocês, têm vontade de conhecer Bonito? Já fizeram ou tem coragem de fazer arborismo ou algo assim?

You Might Also Like

No Comments

    Deixe uma resposta