Livros Música

Livro: As Vantagens de Ser Invisível + Referências de música

As vantagens de ser invisivel

Não é que As Vantagens de Ser Invisível (em inglês, The Perks of Being a Wallflower) acabou entrando para a minha lista de livros favoritos? O livro foi publicado por Stephen Chbosky em 1999 pela MTV e conta uma história muito bonita e bem diferente dos livros que costumo ler. A história acompanha a vida de Charlie, um adolescente introvertido e tímido do ensino médio, no formato de uma série de cartas que ele escreve para uma pessoa desconhecida.

Como todo livro do tipo coming of age, a gente acompanha o crescimento que ele passa, as amizades que ele faz, as aventuras e cresce junto com o personagem. Chorei um pouquinho lendo, mas leve em consideração que eu choro até com comercial de banco. (Esse aqui. Piegas? Talvez, mas eu sou uma verdadeira manteiga derretida).

O livro é pequeno (apenas 256 páginas) e está fora de estoque em todas as livrarias em que procurei (em inglês ou português). Acabei lendo online em inglês, mas pretendo comprar uma cópia para mim e outras para dar de presente para os amigos. Uma das coisas que mais gostei foi a quantidade enorme de referências de cultura pop! Acabei anotando tudo que encontrava pelo caminho, nomes de bandas, músicas, séries de TV, filmes, livros… Até descobrir que já tinha tudo online (claro), mas foi algo divertido de fazer! Decidi falar um pouco aqui das músicas que são mencionadas no livro, acredito que elas fazem parte essencial da história.

O livro se passa no início dos anos 1990, numa época em as pessoas ainda usavam fitas cassete para gravar músicas do rádio e nem imaginavam que as fitas VHS seriam substituídas por torrents e Blu-rays! Lembro de rebobinar fitas cassete com canetas BIC e de assistir filmes gravados da Sessão da Tarde ou do Cinema em Casa, em que dava para ver o controle do volume na tela quando acabavam os intervalos… Quem mais se lembra dessas coisas? Isso me lembra também que nunca aprendi a usar o gravador do VHS, e de uma piada do Jerry Seinfeld, em que ele dizia acreditar que somente umas quatro pessoas no mundo inteiro entendiam como usar esse aparelho de verdade.

No livro, Charlie monta uma mixtape chamada One Winter, com músicas que ele diz serem invernais. Sempre que ele mencionava alguma música, eu procurava para ouvir e acabei descobrindo bandas muito legais, e músicas “novas” de bandas que já conhecia. Criei uma playlist no Youtube, lembrando que é só clicar no ícone “Lista de reprodução” no canto inferior direito para selecionar uma música específica:

A música “Asleep” abre e fecha a mixtape.

Essas outras músicas também aparecem no livro, mas não queria misturar na playlist de cima e acabei criando outra:
1. Where Eagles Dare – The Misfits
2. Smells Like Teen Spirit – Nirvana
3. Another Brick in the Wall, Part II – Pink Floyd
4. Something – The Beatles
5. School’s Out – Alice Cooper
6. Autumn Leaves – Nat King Cole
7. Broken Wings – Mr. Mister

Outros álbuns/artistas mencionados (mas sem referência a músicas específicas):

O álbum branco dos Beatles, lançado em novembro de 1968; a banda americana de rock, Blondie, ativa desde 1974; The Slits, banda britânica de punk rock que acabou em 2010; a cantora americana de jazz, Billie Holiday, famosa por vááárias músicas, entre elas a linda God Bless The Child; o grupo Village People (todo mundo conhece Macho Man e YMCA, né?); e o icônico britânico Jim Morrison, vocalista do The Doors.

Espero que tenham gostado!

You Might Also Like

No Comments

    Deixe uma resposta